sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

1 mês de Alice

 Hoje já tem 6 semanas de muita Alice na minha vida! O tempo é curto demais com um bebê pequeno, nossa, nem consigo vir no computador e quando ela dorme, eu tento cochilar também.
 Aqui vai uma pequena montagem da minha Haruru, na sua primeira hora de vida e com 37 dias. Mudou bastante! Antes ela era só parecida com o pai, agora ela tem uns traços meus também. O olho e as orelhas não tem como dizer que puxou por outra pessoa!

Esse é o texto que eu escrevi no dia 10 de fevereiro:


Há um mês atrás eu tava num quarto de hospital, conhecendo um bebezinho lindo, minha Alice Haru!
Nesse tempo que passou eu sofri demais, com dores, amamentação,  falta de dormir à noite.... Mas tive muitas alegrias: primeira vez que eu cuidei dela sozinha, primeiro sorriso, o abraço dela no corpo enquanto mama.... Tantas coisas que não caberiam aqui e outras que são só minhas e dela.
É um amor tão grande, tão puro! E eu cheguei a pensar que ela não gostava de mim... mas foi só um dia eu deixar ela meia hora sozinha com a vovó, pra ir no mercado, que ela chorou até eu chegar e pegá -la no colo. <3
Um mês de Alice, um mês que eu sou mãe,  que somos uma família!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Relato de parto

Última foto com barrigão

 Na quarta feira, tomei um dramin pra me ajudar a dormir, não queria correr o risco de estar indisposta no nascimento da Alice. Foi muito bom, consegui dormir a noite toda - coisa que já não fazia muito tempo. Acordei às 5:30, tomei um banho bem demorado, me vesti e sequei os cabelos. Às 6, acordei o Isma.
Minha sogra veio nos buscar mais ou menos 6:30, antes disso chequei as malas umas quantas vezes. 
 Preenchemos os papéis da alta, autorizamos a filmagem e fiquei esperando me buscarem pra sala de pré parto. Entrei pro soro, medi pressão (8x4), quase desmaiei, coloquei sonda. Nesse tempo na sala, eu pensava o tempo todo "por que não escolhi parto normal?" O marido pode entrar ali na sala até o bloco ficar pronto e isso me ajudou a ficar mais tranquila.


 Chegou uma enfermeira pra me levar pro bloco. Meu senhor, é muito ruim caminhar com aquela sonda!  O anestesista se apresentou, falou da anestesia, que podia dar enjoo e outras coisas que eu não lembro mais. eu pedi pra fazer uma xilo antes, mas ele.disse que não precisava, que era só uma picada de mosquito... e realmente, dos procedimentos que eu fiz, a anestesia foi o mais fixinha!
 Deixaram o marido entrar e aquele nervosismo. A ficha tava caindo aos poucos: eu veria minha bebê querida!

Alice Haru <3
Daí,  eu perguntei se precisava avisar caso eu fosse desmaiar. Todo mundo riu, mas é que se precisasse, eu ia falar que tava quase hahahha. 
 Posso dizer que vomitei até o fim da gestação! O Isma e o anestesista me limparam e depois disso eu melhorei. Eu nem sabia, mas nessa hora já tavam me cortando.

 Enfim ela nasceu. Senti o alívio de não ter o peso na barriga. Demorou a chorar, deu só um miadinho e não me trouxeram logo. Eu comecei a falar pro isma "não consigo ver ela", e uma das moças que tavam auxiliando a pediatra disse que logo eles iam me dar ela.
 Vi ela, minha gordinha, beiçudinha, igual ao pai. Não chorei litros, mas não tem como não se emocionar. Até hoje, quando eu assisto o vídeo ou penso no momento, os olhos se enchem de lágrimas!

 Nasceu com 3020kg e 47cm! Fui pra sala de recuperação e senti bastante coceira no rosto. Quando trouxeram ela, ela já mamou. Foi muito bom ter ela comigo. Ficamos lá até 13:30. Eu já tava me mexendo desde o meio dia, mas não sei o que houve, se não tinha quarto ou quê: me mandaram prum quarto privado, sendo que meu plano é semi. Foi ótimo né! Um quarto grandão só pra gente!
Isma, meus pais, minha amiga e minha sogra

 No dia seguinte, a pediatra foi lá nos visitar, viu os sinais dela. Daí eu perguntei do apgar, porque não tinham me dito. No primeiro minuto, foi 6. Arregalei os olhos e ela disse que logo no quinto foi pra 10. Me falou da importância de ter pediatra junto no parto, porque tem muitas mulheres que querem parir em casa, etc...
Mas foi quando a go veio visitar que eu me assustei mesmo. Ela disse:


- que bom que tu optou pela cesarea, porque ela fez mecônio, nasceu molinha, mas logo foi atendida pela pediatra. Se fosse parto normal, ela entraria em sofrimento fetal e não resistiria.
Não desesperei nem nada, mas aquilo foi um baque. Por isso ela demorou a chorar! E eu, tava pensando em fazer parto normal enquanto me preparava pro parto...

O que importa é que ela.tá saudável, linda, querida e muito amada!




quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Último dia

A Alice, que quase não mexia nos últimos dias, parece estar tão ansiosa quanto eu pro nosso encontro. Tá mexendo muito, a madrugada toda e agora de dia também.

Eu to exausta, não dormi nada, tá um baita calor... to na casa da sogra, cuidando do meu cunhadinho, mas meu marido veio ajudar, trabalhando pelo notebook. To deitada aqui no quarto da cunhada, com ventilador e muita vontade de dormir, se a ansiedade deixasse...

Tem tanta coisa que eu não consegui fazer /comprar... principalmente em relação à amamentação... não tenho poltrona, almofada, protetor de seios, pomada... não são coisas essenciais, mas que seriam uma mão na roda.

Eu também tava preocupada que não tinha bebê conforto... ia pedir emprestado pruma Tia do Isma, mas ela vai ser vovó em março.. Mas hoje minha sogra disse que o bebê conforto que a tia dele usou era dela e que eles vão nos emprestar. Uma coisa a menos pra comprar. Agora só falta o nosso carro rs

Medo... por enquanto só o da tal sonda que minha médica receitou num papel que eu tenho que apresentar na enfermaria.

E de colocarem alguém inconveniente no mesmo quarto que eu. E da injeção da anestesia. E de desmaiar de nervosa.

Ok, acho que estou com alguns medinhos... mas pra quem fez tanto exame de sangue em 9 meses.... aguentar só mais um pouco.